sexta-feira, 24 de junho de 2011

Releitura do blog


   Na escola, ouvi muitas vezes que, para escrever, tenho que ler. Inicialmente, achei que a finalidade da leitura na escrita era somente adquirir um vocabulário vasto e correto. Mas, com o tempo e na prática, percebi que seu principal fim é simples: quanto menos eu leio, menos eu tenho o que escrever. Menos conteúdo, menos argumentação, menos reflexão. E nesse processo, viver também é uma estratégia. Quanto menos eu vivo e mais focada fico em produzir, menos experiências eu tenho para oferecer.
   Caro amigo leitor, fiquei um tempo sem redigir no blog, entretanto não desisti da causa. Mesmo não escrevendo, cuidei do blog de outras formas: parei, vivi, li, observei, pensei, criei, questionei, apreendi, mudei, e por fim, reli muito. Reli o mundo, a vida, e reli o próprio blog.
   Por mais que vivamos no tempo em que temos sempre que produzir algo para alguém, seja um produto, uma resposta, uma tarefa, defendo o quão importante é parar para refletir sobre o que se está produzindo, para quem, e o quanto se pode melhorar.
   A minha melhora no blog será com textos mais simples, que questionem mais ao invés de criticar, de forma que a informação se transforme em conhecimento através da sua construção. Minha bandeira sempre foi de analisarmos criticamente o que nos é imposto, e não posso ser eu mais uma a impor, mesmo que seja indiretamente por cadeia lógica de pensamento. De uma forma mais organizada, haverá marcadores para você saber sobre o que estou falando, e buscar mais sobre o assunto. Os marcadores são: Família, Governo(política e cidade), Educação, Artes (música, teatro, produção artística), Ciência (Saúde, pesquisa), Comunicação, Economia, Igreja, Relacionamentos, e meu estado de vida atual, Juventude. Considero esses aspectos essencias para o ser humano e para a sociedade, de forma que constituem grande parte do mundo que quero reler.   
 
Faça você sua observação, sua crítica, sua construção. Só seja livre. Não tenha medo de sair da sua zona de segurança e buscar a Verdade, pois ela o libertará. João,8,32


Um comentário:

Davi Barros disse...

É sempre bom fazer essa releitura! Adorei o post e essa passagem de João!